Case inspirador: Amaro lança coleção de roupas para todos os gêneros.

Desmistificar estereótipos: foi pensando nisso que a Amaro lançou uma linha com peças para todos os gêneros. A iniciativa da varejista foca em diversidade ao promover todos os tipos de beleza, raça, orientação sexual e equidade de gênero. A ideia por trás da escolha foi ampliar a sensação de inclusão.

Entre as peças estão camisas de manga longa e curta, bermudas e calças de alfaiataria, calças jeans, moletons, camisetas lisas e macacões. As modelagens são pensadas para diferentes tipos de corpos.

Cada vez mais as marcas estão conectadas com a diversidade, provando que a moda pode ser democrática e que é para todos.

A 40 Graus tem nova data!

Olá! Tudo bem?

Estamos aqui para anunciar que a 40 Graus foi transferida.
Sabemos o quanto todos estavam aguardando por este grande evento, mas infelizmente teremos que esperar mais um pouco. A 40 Graus ocorrerá de 21 a 23 de agosto de 2022.

Foi ouvindo o setor e em função da indefinição da data de reabertura do Centro de Convenções de João Pessoa, que tomamos essa decisão. Mas calma, a gente não vai demorar tanto tempo assim para se ver…

Isso porque também estamos aqui para te convidar para a Zero Grau, que ocorrerá presencialmente de 15 a 17 de novembro, em Gramado, no Rio Grande do Sul.

Acreditamos que até lá estaremos em um período em que seja possível realizar um evento tão importante quanto este.

Logo, é hora unirmos as nossas forças para construirmos uma Zero Grau com força total e, assim, trazermos um novo horizonte de esperança e possibilidades para o setor da moda calçadista.

Contamos com a sua compreensão e apoio.
Até lá!

Dia dos Namorados: uma das datas mais amadas do varejo.

O Dia dos Namorados é uma das datas mais importantes do varejo e uma ótima oportunidade de negócios. Por isso, é importante criar algumas estratégias para garantir boas vendas.

1. Planeja-se
Separe os produtos que você deseja destacar e organize-se para garantir o estoque. Prepare kits e ofereça condições especiais mais atrativas, como descontos progressivos por volume.

2. Entenda o cliente
Além de saber tudo sobre a persona tradicional do seu negócio, é preciso compreender como o real comprador pensa, afinal, quem compra o presente nesta data não é a mesma pessoa que consumirá o produto.

3. Use as redes sociais e outras plataformas
Utilize as redes sociais para a divulgação de fotos dos seus produtos e demais ações para a data. Além disso, atenda em todas as plataformas possíveis, seja para disparar promoções em lista de transmissão utilizando o WhatsApp, seja para responder simultaneamente as dúvidas de clientes em chats.

Aproveite essas dicas e prepare-se para uma data lucrativa para a sua loja ou comércio. #Merkator

Fidelizar o cliente passa por um bom relacionamento

Em um mercado tão dinâmico, o consumidor busca uma experiência única. As opções são múltiplas e se a sua empresa não atender as expectativas do cliente, logo será trocada pela concorrência. Por isso, desenvolver um bom relacionamento é um diferencial: o atendimento precisa ser rápido e focado em soluções.

Uma das sugestões de ouro: interaja com as pessoas da forma como elas preferem. O Google aplica essa regra que pode servir como inspiração para o seu negócio também: se o cliente entra em contato por e-mail, é respondido por e-mail; se entra em contato pelas redes sociais, é respondido pelas redes sociais. Assim você trata o consumidor da forma que ele espera, respeitando as particularidades de cada um.

Esse vínculo fideliza o cliente, afinal, estar em conexão permanente também é uma forma de encantar.

Descentralizar a gestão gera resultados

Delegar poder sobre a gestão de empresas não é uma ação simples. No entanto, o medo de atribuir responsabilidades para sua equipe pode atrapalhar os resultados. Se você está com dificuldades para distribuir tarefas, a #Merkator te dá 4 dicas de onde começar:

Envolva sua equipe
Envolva nas discussões todas as pessoas que serão impactadas pela decisão, essa atitude deixa sua equipe com um sentimento de pertencimento.

Valorize a diversidade
Valorize as experiências e competências dos seus funcionários, descubra o que eles têm em comum e o que pode estimular a participação colaborativa.

Menos crítica, mais mente aberta
Evite críticas antecipadas antes de ouvir uma ideia, abra mão de defender só o seu ponto de vista. O processo de escuta é fundamental: ouça cada proposta com o foco nas contribuições que elas possam trazer.

Evite conflitos
Tente minimizar os antagonismos, crie um ambiente que estimule o convívio, isso aumenta a confiança das pessoas.

Tempos desafiadores, novas oportunidades

Um levantamento do Sebrae trouxe uma notícia otimista para a economia: foram os pequenos negócios que sustentaram a geração de empregos em 2020. As micro e pequenas empresas brasileiras foram responsáveis por manter os postos de trabalho perdidos durante a pandemia, criando mais de 293 mil novas vagas.

Tempos desafiadores impulsionam novas oportunidades. Para quem está pensando em abrir uma empresa e contribuir para o desenvolvimento da nossa economia, investir em uma franquia pode ser uma boa opção. Ser proprietário de uma unidade com marca já reconhecida no mercado, ter o apoio da franqueadora, ter um negócio que já foi testado e deu certo sem precisar fazer uma formatação toda do zero, são algumas das vantagens.

Faça uma análise do mercado, converse com outros franqueados e opte pelo segmento com o qual você tenha mais afinidade na hora de escolher a franquia. Pesquise, planeje boas oportunidades e tenha sucesso.

De Norte a Sul, nacionalmente e internacionalmente, a Merkator conecta pessoas

A grande paixão da Merkator é gerar encontros e, a partir dessas conexões, incentivar projetos que tragam renovação para a indústria. Há 17 anos as feiras conectam profissionais de ponta a ponta no Brasil e no exterior, apresentando futuros parceiros e expandindo a network. 

Um evento quando realizado com amor e dedicação, é transformador. Consolida um momento especial para quem dividiu conversas, trocou experiências, aprendeu e ensinou. A lógica da feira é sempre a colaboratividade, e é desse jeito que a Merkator vem inovando o mercado. Preparados para o SICC, a 40 Graus e a Zero Grau desse ano? Sem dúvida, serão dias incríveis! 

O que vem por aí? Frederico Pletsch responde cinco perguntas sobre o futuro do mercado

A pandemia do novo coronavírus trouxe uma série de mudanças para a sociedade. Adaptar-se ao trabalho remoto, ao fechamento temporário do comércio e lidar com a interrupção momentânea de parte da produção industrial foram alguns dos desafios enfrentados.

Para refletirmos sobre esse período de transformação intensa, convidamos o diretor e fundador da Merkator Frederico Pletsch para responder cinco perguntas sobre o futuro do mercado.

MERKATOR: O contexto criado pela pandemia de Covid-19 provocou uma mudança nos hábitos de consumo: as pessoas estão comprando de forma mais consciente e utilizando novas ferramentas para efetuar as suas compras. Como se preparar para oferecer uma nova experiência para este novo consumidor?

Frederico Pletsch: É difícil responder essa pergunta de forma definitiva, o mundo todo está se reestruturando, tanto a sociedade quanto o mercado. O certo é que essa mudança veio para ficar e as compras online terão grande força.

O consumo será mais pensado, consciente. O conceito de reaproveitar tudo aquilo que a gente usa estará mais forte na moda, por exemplo. É por isso que é importante que se encontre uma outra forma de incentivo à compra. No momento estamos vivendo uma fase muito dinâmica e de muitas transformações, então não temos como projetar o que vai acontecer, a única certeza é que as coisas mudarão e que o comportamento do consumidor não será mais o mesmo.

M: No panorama atual de mudança de comportamento e hábitos de consumo, qualificar suas equipes de trabalho pode ser uma saída para as empresas responderem a essas novas demandas do consumidor?

FP: Sim, será preciso pensar em qualificação e uma readequação para enfrentar o desemprego. Uma consciência desde o poder público até do empresariado. Vai ser preciso pensar em novas jornadas de trabalho, com horários diferenciados para criar vagas. De qualquer maneira, é preciso estar ciente de que essa retomada dos empregos e do próprio consumo será mais lenta.

M: Neste período onde as mudanças no ambiente de negócios têm acontecido tão rapidamente, também é preciso que as empresas sejam ágeis nas suas tomadas de decisão?

FP: É preciso estar atento a essas mudanças porque esse também é o momento onde surgem as grandes oportunidades…quando elas passarem, é a hora do “pulo do gato”.

Temos que nos preparar para estarmos em constante mudança, acompanhando as transformações deste novo cenário. Para isso é necessário ter uma boa equipe, que cresça junto e que esteja disposta a adaptar-se.

M: Pensando no cenário pós-pandemia, qual a importância das empresas fortalecerem o relacionamento com o mercado? Estabelecer parcerias será o caminho quando as atividades forem retomadas?

FP: Sem dúvida será preciso pensar em parcerias, em especial na indústria calçadista e varejista, trabalhando com produções mais exclusivas.

M: Ainda sobre a retomada das atividades, adaptar-se a esta nova conjuntura de cuidados e medidas de prevenção à saúde será fundamental. Como a Merkator pode ajudar as empresas a pensarem essa nova realidade que exige um ambiente mais seguro para seus funcionários e clientes?

FP: Provocando, inspirando. Trazendo nossos projetos, convidando a participar e desafiando as empresas a apresentarem seus produtos.

Quem é Frederico Pletsch, fundador da Merkator:

O diretor e fundador da Merkator iniciou sua trajetória profissional como representante comercial em 1967. Em 1974, fundou a Facson em sociedade com seu irmão, atuando com sonorização de eventos. No final dos anos 70, começou a trabalhar em feiras para a Fenac, atuando por quase duas décadas na comercialização de eventos como a Fimec – Feira Internacional De Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes. Em 1999, criou o SICC – Salão Internacional do Couro e do Calçado. Em 2003, fundou a Merkator, empresa que realiza também as feiras Zero Grau e 40 Graus.