O empreendedorismo ganha força entre os jovens brasileiros.

O empreendedorismo brasileiro ganhou força nos últimos tempos. Entre janeiro e abril deste ano, 1 milhão de pequenas e micro empresas foram abertas no país. E um levantamento realizado pela Globo chama atenção: 24% dos jovens das classes A, B e C com até 30 anos já são empreendedores e 60% querem ter um negócio próprio no futuro. Autonomia no trabalho, independência financeira e a vontade de oferecer um produto/serviço inovador no mercado são os desejos dessa parcela significativa da juventude.

Abrir um negócio é sempre um grande desafio, por isso, para quem está começando é importante realizar um plano de negócios, com metas estratégicas e financeiras. Procurar orientação especializada é sempre uma boa pedida.

Eventos híbridos apontam para o futuro

Com um cenário de pandemia que ainda exige cuidados, o setor de feiras e eventos de negócios vem passando por transformações desde o ano passado. Algumas tendências para o futuro dos eventos offline já podem ser apontadas e uma delas é o formato híbrido. Com a vacina em desenvolvimento, essa alternativa indica um bom caminho: parte dos participantes pode estar presente, enquanto outra parcela pode acompanhar online de onde quiser.

Essa modalidade híbrida permite um número maior de participantes ao mesmo tempo que reduz os custos com infraestrutura para a realização do evento, evitando aglomerações.

Com protocolos de segurança no presencial e com mais dinamismo no online: você acredita que essa experiência híbrida pode se tornar uma vantagem competitiva no mercado de eventos? Conta pra gente aqui nos comentários!

Tempos desafiadores, novas oportunidades

Um levantamento do Sebrae trouxe uma notícia otimista para a economia: foram os pequenos negócios que sustentaram a geração de empregos em 2020. As micro e pequenas empresas brasileiras foram responsáveis por manter os postos de trabalho perdidos durante a pandemia, criando mais de 293 mil novas vagas.

Tempos desafiadores impulsionam novas oportunidades. Para quem está pensando em abrir uma empresa e contribuir para o desenvolvimento da nossa economia, investir em uma franquia pode ser uma boa opção. Ser proprietário de uma unidade com marca já reconhecida no mercado, ter o apoio da franqueadora, ter um negócio que já foi testado e deu certo sem precisar fazer uma formatação toda do zero, são algumas das vantagens.

Faça uma análise do mercado, converse com outros franqueados e opte pelo segmento com o qual você tenha mais afinidade na hora de escolher a franquia. Pesquise, planeje boas oportunidades e tenha sucesso.

Busca um nicho no mercado calçadista? Confira estas 3 ideias

Querer inovar ou mostrar algo diferente no negócio que deseja abrir é, sem dúvida, o ponta pé inicial. E essa busca pelo novo fica meses em aberto na mente do gestor porque não é fácil. Então, para abrir os horizontes, estas 3 ideias de nicho no mercado calçadista podem ajudar você a se encontrar nesse setor. A partir delas você pode até ter um insight!

* Inclusão: em baby steps, a moda evolui, porém, existe um longo caminho a ser percorrido. Muitas pessoas com pés maiores, que precisam de formas ortopédicas, conforto devido a má formação, entre outros necessidades, sofrem para encontrar marcas que as representem. Criar peças inclusivas torna-se um propósito e um diferencial marcante.

* Sustentabilidade: a ideia do momento, mas que poucas marcas realmente implementam em seu modus operandi. Pensar em um negócio sustentável, desde os processos internos até a entrega do produto, é algo que desperta a vontade e pode gerar a fidelização de muitos consumidores. De novo, faça disso um propósito!

* Personalização: a artesanalidade ainda é um diferencial. Em um mundo mecânico e industrializado, pensar nos detalhes e exclusividade pode trazer mais sucesso e reconhecimento para a futura marca.

Onde você se encaixa e onde terá mais oportunidades? Agora é com você!

17 anos de Merkator, 17 anos de parceria

O trabalho é constante e nem sempre é possível sentar e pensar tudo que já foi feito. Hoje a Merkator completa 17 anos de trajetória. São 17 anos de tantas coisas já realizadas, muitas outras que serão e alguns sonhos que estão se materializando aos poucos. Tantas memórias, tantas pessoas que construíram lembranças inesquecíveis conosco.

Certamente você tem alguma história especial que aconteceu na Zero Grau, no SICC ou na 40 Graus, ou mesmo em alguma reunião com a equipe Merkator. Deixa nos comentários!

É com paixão, disciplina, vontade, responsabilidade, sabedoria e amor que a Merkator está celebrando esse dia.

Lucratividade e humanização: as mulheres inovam mais nos negócios

De acordo com uma pesquisa liderada pelo professor do departamento de tecnologia da Bocconi University em Milão, Mario Daniele Amore, as empresas geridas por mulheres elevam sua lucratividade e ainda humanizam o negócio frente a sociedade. O grupo de pesquisadores analisaram empresas familiares na Itália que aumentaram a lucratividade quando o CEO foi substituído por uma mulher.

Esse raciocínio afirma que além dos conhecimentos em gestão, elas possuem mais habilidades na hora de se relacionar com colaboradores e parceiros, o que faz total diferença para a empresa. Essa capacidade está relacionada a algo mais natural delas, uma intuição feminina que falta nos homens. O empoderamento feminino humaniza o ambiente de negócios!

Marcas como Prada, Dior, Stella McCartney, Comme des Garçons e Chanel, possuem diretoras criativas liderando as coleções.