Números do Varejo começam a subir e acreditamos: é tempo de renovar as esperanças.

É tempo de fazer a roda girar e renovar as esperanças! Isso porque os números do varejo começaram a subir novamente.

Segundo dados do IBGE,  o volume de vendas do comércio varejista no Brasil cresceu 1,4% em maio, depois de ter crescido 4,9% em abril. 

Sendo assim, o varejo se encontra 3,9% acima do patamar pré-pandemia. E, com certeza, com a vacinação em massa, as vendas, com certeza, tendem a melhorar. 

Conta pra #Merkator, como está sendo essa retomada para o seu negócio? 

Exportações de calçados em recuperação.

Uma ótima notícia para o setor calçadista brasileiro: de acordo com dados da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), no primeiro semestre de 2021 as exportações de calçados somaram US$ 389 milhões. As altas são de 17,7% em receita e de 32,3% em volume no comparativo com o mesmo período do ano passado.

Foram comercializados 57 milhões de pares e o principal exportador de calçados do primeiro semestre foi o Rio Grande do Sul.

Confira a matéria completa em: https://bit.ly/3yRZ9Gi

Conheça o projeto que ajuda pequenas empresas a exportarem.

Um impulso para microempreendedores: o Sebrae e a CNI (Confederação Nacional da Indústria) lançaram o “Ajude Aqui”, uma ação do Programa Indústria Global, que vai oferecer consultoria gratuita on-line sobre o comércio exterior para os pequenos negócios que pretendem exportar. A iniciativa vai auxiliar as empresas no processo de internacionalização, com foco em aumentar a maturidade de gestão, além de mostrar que é possível vender para o mercado externo.

Muitos ainda acreditam que a exportação é apenas para grandes empresas, mas com a orientação correta para a realização dos procedimentos de internacionalização é possível embarcar em novos mares, gerando receita com moedas fortes. Para quem quiser saber mais, acesse o site do Ajude Aqui: https://bit.ly/3AgyfJT 

O empreendedorismo ganha força entre os jovens brasileiros.

O empreendedorismo brasileiro ganhou força nos últimos tempos. Entre janeiro e abril deste ano, 1 milhão de pequenas e micro empresas foram abertas no país. E um levantamento realizado pela Globo chama atenção: 24% dos jovens das classes A, B e C com até 30 anos já são empreendedores e 60% querem ter um negócio próprio no futuro. Autonomia no trabalho, independência financeira e a vontade de oferecer um produto/serviço inovador no mercado são os desejos dessa parcela significativa da juventude.

Abrir um negócio é sempre um grande desafio, por isso, para quem está começando é importante realizar um plano de negócios, com metas estratégicas e financeiras. Procurar orientação especializada é sempre uma boa pedida.

Impulsione as mulheres ao seu redor.

Apoiar o empreendedorismo feminino é a melhor forma de impulsionar os negócios geridos por mulheres. Com esse incentivo, elas conquistam espaço na sociedade como profissionais independentes e protagonistas. Muitas famílias dependem delas e as oportunidades geradas em suas empresas empregam outras mulheres, fortalecendo uma rede de cooperação.

Valorize o trabalho de mulheres que você admira, compre dos negócios locais capitaneados por mulheres. Recomende trabalhos realizados por empreendedoras, uma indicação direta carrega sempre mais credibilidade. Compartilhe nas redes sociais os perfis de empresas lideradas por mulheres. São pequenos gestos, mas são ações afirmativas como essas que acabam transformando a nossa sociedade.

Dia dos Namorados: uma das datas mais amadas do varejo.

O Dia dos Namorados é uma das datas mais importantes do varejo e uma ótima oportunidade de negócios. Por isso, é importante criar algumas estratégias para garantir boas vendas.

1. Planeja-se
Separe os produtos que você deseja destacar e organize-se para garantir o estoque. Prepare kits e ofereça condições especiais mais atrativas, como descontos progressivos por volume.

2. Entenda o cliente
Além de saber tudo sobre a persona tradicional do seu negócio, é preciso compreender como o real comprador pensa, afinal, quem compra o presente nesta data não é a mesma pessoa que consumirá o produto.

3. Use as redes sociais e outras plataformas
Utilize as redes sociais para a divulgação de fotos dos seus produtos e demais ações para a data. Além disso, atenda em todas as plataformas possíveis, seja para disparar promoções em lista de transmissão utilizando o WhatsApp, seja para responder simultaneamente as dúvidas de clientes em chats.

Aproveite essas dicas e prepare-se para uma data lucrativa para a sua loja ou comércio. #Merkator

O e-commerce mostra a sua força

Pesquisa feita pela Serasa Experian apontou que sete em cada dez micro, pequenas ou médias empresas (73,4%) do país estão fazendo vendas online durante a pandemia. Desse total, 83% pretendem manter a realização dos negócios pela internet mesmo quando a pandemia acabar. Outro dado que chama atenção: dentre os canais mais utilizados para as vendas estão as redes sociais, principalmente o WhatsApp (72%).

A quarentena vem exigindo muita criatividade dos empreendedores, foi preciso rever as certezas e trilhar novos caminhos, com muito aprendizado em pouco tempo. Por isso, fique atento às novas demandas de e-commerce: priorize um atendimento de excelência ao cliente e preocupe-se em entregar o seu produto no prazo.

Hoje em dia, as vozes no online ficaram ainda mais amplificadas e atender o consumidor da melhor maneira possível constrói positivamente a reputação da sua empresa.

6 dicas de controles financeiros básicos

Controles financeiros são essenciais para a gestão do capital de giro da sua empresa, por isso é tão importante realizar um acompanhamento diário. Com as finanças em dia, você tem mais tranquilidade para fazer novos investimentos e melhorias. Se você está começando a empreender, a Merkator separou 6 rotinas básicas que vão te ajudar a garantir a boa saúde financeira do seu negócio.

1. Controle diário de caixa
Registra todas as entradas e saídas de dinheiro, além de apurar o saldo existente no caixa.

2. Controle diário de vendas
Esse controle ajuda o empresário a tomar decisões diárias para que as metas sejam alcançadas.

3. Controle de contas a receber
Ajuda a estimar os valores que serão recebidos e acompanha possíveis atrasos de clientes.

4. Controle de contas a pagar
Auxilia na organização para que você não perca o prazo de pagamento de nenhum dos seus compromissos financeiros.

5. Controle de estoques
Evita desvios, fornece informações para reposição dos produtos vendidos e ainda facilita uma possível redução dos produtos parados no estoque.

6: Controle bancário
Acompanha os registros da empresa e os lançamentos gerados pelo banco, além de gerar informações sobre os saldos bancários existentes.

Com esses passos fica mais fácil administrar o capital de giro de maneira eficiente, evitando dores de cabeça com problemas financeiros.

Descentralizar a gestão gera resultados

Delegar poder sobre a gestão de empresas não é uma ação simples. No entanto, o medo de atribuir responsabilidades para sua equipe pode atrapalhar os resultados. Se você está com dificuldades para distribuir tarefas, a #Merkator te dá 4 dicas de onde começar:

Envolva sua equipe
Envolva nas discussões todas as pessoas que serão impactadas pela decisão, essa atitude deixa sua equipe com um sentimento de pertencimento.

Valorize a diversidade
Valorize as experiências e competências dos seus funcionários, descubra o que eles têm em comum e o que pode estimular a participação colaborativa.

Menos crítica, mais mente aberta
Evite críticas antecipadas antes de ouvir uma ideia, abra mão de defender só o seu ponto de vista. O processo de escuta é fundamental: ouça cada proposta com o foco nas contribuições que elas possam trazer.

Evite conflitos
Tente minimizar os antagonismos, crie um ambiente que estimule o convívio, isso aumenta a confiança das pessoas.

Tempos desafiadores, novas oportunidades

Um levantamento do Sebrae trouxe uma notícia otimista para a economia: foram os pequenos negócios que sustentaram a geração de empregos em 2020. As micro e pequenas empresas brasileiras foram responsáveis por manter os postos de trabalho perdidos durante a pandemia, criando mais de 293 mil novas vagas.

Tempos desafiadores impulsionam novas oportunidades. Para quem está pensando em abrir uma empresa e contribuir para o desenvolvimento da nossa economia, investir em uma franquia pode ser uma boa opção. Ser proprietário de uma unidade com marca já reconhecida no mercado, ter o apoio da franqueadora, ter um negócio que já foi testado e deu certo sem precisar fazer uma formatação toda do zero, são algumas das vantagens.

Faça uma análise do mercado, converse com outros franqueados e opte pelo segmento com o qual você tenha mais afinidade na hora de escolher a franquia. Pesquise, planeje boas oportunidades e tenha sucesso.