Aproveite a diversidade da moda e aposte nos nichos de público.

A moda é um segmento muito diverso e democrático, que abre possibilidades para atender diferentes nichos de público. Moda feminina, sem gênero, plus size e muito mais: são várias possibilidades para o varejo de roupas, sapatos e acessórios.

Nesse mercado cada vez mais segmentado, é importante entender o seu público para oferecer o que ele deseja. Estruturar a sua loja online para atender seus clientes de forma ágil e assertiva é fundamental para o sucesso do seu negócio.

Aposte em uma boa plataforma de e-commerce, que garanta usabilidade aos seus clientes, invista em imagens de qualidade, com boas fotos dos seus produtos para divulgação e potencialize a sua presença digital nas redes. Com essas ações, você tem mais chances de garantir boas vendas.

O e-commerce mostra a sua força

Pesquisa feita pela Serasa Experian apontou que sete em cada dez micro, pequenas ou médias empresas (73,4%) do país estão fazendo vendas online durante a pandemia. Desse total, 83% pretendem manter a realização dos negócios pela internet mesmo quando a pandemia acabar. Outro dado que chama atenção: dentre os canais mais utilizados para as vendas estão as redes sociais, principalmente o WhatsApp (72%).

A quarentena vem exigindo muita criatividade dos empreendedores, foi preciso rever as certezas e trilhar novos caminhos, com muito aprendizado em pouco tempo. Por isso, fique atento às novas demandas de e-commerce: priorize um atendimento de excelência ao cliente e preocupe-se em entregar o seu produto no prazo.

Hoje em dia, as vozes no online ficaram ainda mais amplificadas e atender o consumidor da melhor maneira possível constrói positivamente a reputação da sua empresa.

Quem não é visto, não é lembrado

A sua empresa pode ter o site mais bonito e usual, mas se ele não estiver bem posicionado nos mecanismos de busca, não será visto. Por isso é importante utilizar técnicas para colocar a sua página em posição de destaque nos buscadores usados pelos potenciais clientes. Se você ainda não investiu nisso, a Merkator te dá duas sugestões para que você se torne “encontrável”.

1. SEO (Seach Engine Optimization) é uma das formas de obter o máximo de visibilidade para o site em mecanismos de busca como Google, Bing e Yahoo. A técnica envolve a modificação de alguns aspectos técnicos, de conteúdo e de codificação do site da empresa, para que o usuário encontre o seu site antes do site da concorrência.

2. SEM (Search Engine Marketing) promove ações de marketing para vender por meio do Google, por exemplo. Estes anúncios são chamados de links patrocinados.

Ganhe visibilidade, torne-se “encontrável” e coloque seu negócio à frente.

Influenciadores digitais geram resultados para a sua marca

O trabalho com influenciadores digitais já é uma estratégia bastante utilizada pelas marcas, mas nem sempre a escolha tem o retorno esperado. É nessa hora que entra o planejamento. A Merkator te dá 4 dicas para você acertar o seu alvo:

1. Defina os objetivos da sua marca
É preciso ter em mente quais são os objetivos que você quer alcançar com a sua marca pensando em quais conteúdos deseja gerar.

2. Pesquisa de influenciadores
É interessante que o público-alvo do influenciador seja parecido com o público do seu negócio, mas nem sempre isso é uma regra. Faça um levantamento dos influenciadores “top voices” do seu seguimento, liste aqueles que são referência na área e que sejam reconhecidos por produzirem conteúdos de credibilidade.

3. O que importa é o engajamento
Número de seguidores não significa bons resultados. Foque em um influenciador que tenha alto potencial de engajamento, essa sim é a métrica que realmente importa. Observe se os conteúdos dele geram comentários e compartilhamentos, se impactam de verdade o público.

4. Concentre-se no conteúdo
O influenciador precisa entregar um conteúdo que tenha relevância. Não é só publicar: é preciso ter valor no que está comunicando, fazer a diferença e impactar positivamente a audiência para gerar conversa.

Lembre-se: quando você fecha uma parceria com um influenciador, a sua marca estará relacionada com aquela pessoa, por isso é importante conhecer a trajetória e os posicionamentos dele. E mesmo depois da ação, continue produzindo conteúdos interessantes para a sua página para que a audiência perceba valor na sua marca ou produto e não vá embora.

4 dicas para você melhorar as redes sociais do seu negócio

Quem ainda não notou a importância das redes sociais para a visibilidade do seu negócio, está ficando para trás. Elas proporcionam experiência, proximidade com a marca, além de trazerem resultados ótimos para a empresa. Se você ainda não sabe como começar, a Merkator separou 4 dicas bem legais para você dar o start!   

Crie uma persona

Materialize em palavras o seu público-alvo perfeito. A persona envolve como será a voz da sua rede social, quem vai ler, como vai ler e qual será o conteúdo. Enfim, é a condensação daquilo tudo que você imagina para sua marca digitalmente. 

Faça um planejamento

Rede social requer planejamento, pensar em ações relevantes, estruturar metas e acompanhar o crescimento, confirmar o que funciona e o que não funciona. Quanto mais estratégico for, melhor serão os resultados.

Mais qualidade, menos quantidade

Muitos pensam que boa presença é postar diariamente. Talvez sim para algumas marcas. Mas a qualidade sempre bate a quantidade. Quanto mais desenvolvido e profundo for o conteúdo, mais rica será a rede. Invés de encher a timeline do seu seguidor com postagens aleatórias, faça um post bem pensado e produzido. 

Conteúdo relevante 

Com planejamento e com a persona, o conteúdo precisa ser bem construído. Precisa gerar o interesse das pessoas e a vontade de compartilhar, curtir, comentar. Vale pesquisar muito, ver o que está em alta e ter referências. Esses três passos, juntos de uma boa redação e arte, garantem um ótimo post. 

Identidade visual: sua loja virtual tem?

O e-commerce hoje é sem dúvidas o maior aliado das marcas. Uma alternativa fundamental para quem não quer investir em espaço físico, para quem quer proporcionar opções ao consumidor e, claro, quem quer facilitar a vida do cliente. Mas não basta simplesmente ter uma loja virtual, é preciso pensar na loja virtual.

Pense no site como um “cartão de visita” do seu negócio, vai ser a primeira impressão do potencial cliente e, portanto, ele precisa fazer sentido. O design precisa ser harmônico, possibilitando a fácil compreensão de quem acessa para conseguir visualizar coleções, comprar e entrar em contato sem dores de cabeça. Um e-commerce com design que conversa com o propósito de sua marca e intuitivo na hora de usar, pode trazer excelentes lucros para a empresa.

Analise seu target, seu produto/serviço, seu investimento e comece a desenvolver. Não esqueça: visualmente atrativo e naturalmente funcional.

Influenciadores, realmente, digitais

Certamente você segue muitos influencers digitais, mas você pode também seguir influenciadores que são, verdadeiramente, digitais. São avatares, hologramas ou bonecos animados que tratam de questões cotidianas assim como qualquer outro influencer, porém, são criados totalmente de maneira virtual.

Alguns já são muito famosos como Lil Maquena, Noonnoori, Vic Kalli, Shudu, Imma, Koffi com milhões de seguidores e já trabalharam com grandes grifes, além de realizarem ensaios fotográficos para revistas de comportamento. Essa é uma tendência que desde 2018 vem se fortificando, sendo que muitas marcas estão apostando em seus próprios influenciadores para divulgar seus produtos. Isso mostra o avanço da inteligência artificial, podendo imitar expressões, poses e atitudes humanas, e o interesse do público pelos robôs.

Quando ver algum, talvez nem consiga diferenciar. E você, segue um deles? O que acha dessas IAs?

Adaptar-se para ser híbrido

Este ano, certamente, a palavra adaptação é a definição perfeita para este momento. Mudanças, surpresas, aceleramento e descobertas estiveram presentes em cada passo. E, dentro da evolução de 2020, o hibridismo tornou-se uma excelente possibilidade no mercado de eventos. A Merkator aderiu totalmente essa forma híbrida de trabalhar no SICC 2020 e o resultado foi excelente.

Para este segmento, a mistura do elemento presencial com o on-line foi uma grande alternativa para o setor se manter, vide tantos eventos, congressos e feiras programados para o ano inteiro. Uma tendência que aos poucos estava surgindo e, agora, consolidou-se. Inúmeros eventos já adotaram esse método e obtiveram êxito na performance.

Criar um roteiro dinâmico, que explore estes dois aspectos de uma maneira inteligente, torna o acontecimento tão interessante quanto o físico. Basta conhecer o seu público e ser criativo. Vocês participaram de eventos híbridos nesta pandemia? Como foi?

Universo digital: testar para inovar

O universo paralelo chamado internet não se caracteriza apenas pelas redes sociais e as funções de curtir e comentar. São muito importantes, mas não é só isso. É possível explorar diversos métodos para interagir com seu público.

Nesta época de distanciamento social, lives com conteúdos relevantes, webinars, publicações informativas do segmento, experiências interativas com os usuários e, principalmente, collabs são oportunidades gigantes para o seu negócio.

Este é o melhor momento para a experimentação digital. Monte estratégias e veja o que funciona, descarte o que deu errado e volte a testar. Entenda que a internet é baseada em erro e acerto, quanto mais estudar mais vai conhecer as possibilidades on-line.

eMerkator: plataforma digital para compartilhar conteúdos e oportunizar negócios

A eMerkator é a plataforma digital da Merkator para compartilhar conteúdos e oportunizar negócios. Um espaço onde agrega todos os canais da produtora de eventos.

Agora todas as redes de produção de conteúdo on-line compartilharão da mesma identidade e estão padronizadas, com o eMerkator+complemento. Quer entender melhor? Assista o vídeo explicando a mudança. #merkator #emerkator