Conheça o projeto que ajuda pequenas empresas a exportarem.

Um impulso para microempreendedores: o Sebrae e a CNI (Confederação Nacional da Indústria) lançaram o “Ajude Aqui”, uma ação do Programa Indústria Global, que vai oferecer consultoria gratuita on-line sobre o comércio exterior para os pequenos negócios que pretendem exportar. A iniciativa vai auxiliar as empresas no processo de internacionalização, com foco em aumentar a maturidade de gestão, além de mostrar que é possível vender para o mercado externo.

Muitos ainda acreditam que a exportação é apenas para grandes empresas, mas com a orientação correta para a realização dos procedimentos de internacionalização é possível embarcar em novos mares, gerando receita com moedas fortes. Para quem quiser saber mais, acesse o site do Ajude Aqui: https://bit.ly/3AgyfJT 

Dicas de atitudes empreendedoras

Ser empreendedor envolve conhecimentos técnicos e adquiridos, mas não só isso: é preciso ser norteado por posturas e ter uma visão de quem busca soluções e oportunidades mesmo em um cenário de crise. Quer adotar atitudes empreendedoras na sua rotina? Então confira essas dicas que a Merkator separou para você. 

  1. Busque conhecimento
    Estude, atualize-se e esteja aberto para desenvolver novas habilidades.
  2. Desenvolva a liderança
    Identifique habilidades em seus colaboradores, conduza e desenvolva pessoas.
  3. Saiba identificar tendências
    Seja proativo e fique ligado no que está acontecendo no mercado.
  4. Seja curioso
    A curiosidade impulsiona o empreendedor a descobrir novas oportunidades, estimula a vontade de aprender e conhecer outras realidades a serem aplicadas no negócio.

    A atitude empreendedora pode ser o seu diferencial, tanto como idealizador de um novo negócio como colaborador de uma empresa. É uma mentalidade que pode ser desenvolvida e que impulsiona as chances de sucesso. Gostou das dicas? Deixe um comentário e compartilhe com os seus parceiros de negócio.

Buscando empreender? Estes 3 negócios são tendência para 2021!

Mesmo durante a pandemia do coronavírus, você sabia que o Ministério da Economia registrou a abertura de 782 mil novos negócios? Se você está buscando abrir sua marca, está na hora de começar analisar, planejar e colocar em prática. E se está na dúvida no que investir, a Merkator separou 3 ideias de negócios para inspirar você. 

E-commerce 

Sem dúvida, a pandemia fez o e-commerce entrar em uma alta exponencial em 2020. Um negócio que já era tendência e que, definitivamente, se consolidou no ano passado. Até setembro, esse segmento já tinha batido a marca de R$ 41,92 bilhões. Ou seja, as pessoas estão confiando e investindo cada vez mais. 

Produtos artesanais 

A exclusividade e a naturalidade têm se destacado cada vez mais aos olhos dos consumidores. Os clientes estão mais conscientes, buscando marcas com propósito que não agridam o meio ambiente e com apelo handmade. Isso vale para cosméticos, roupas, produtos vegetarianos/veganos, entre outros. 

Games para mobile 

Há muito tempo o entretenimento e trabalho podem ser feitos pelo smartphone. E em 2020 o mercado de games para celular faturou R$ 851 bilhões, segundo a Newszoo. Muitos smartphones possuem configuração superior a computadores e com preços acessíveis, o que impulsiona ainda mais o segmento para novos empreendedores.  

Trainee: uma oportunidade para futuros líderes

Mais do que dados, cabeças criativas. Um programa de trainee dentro do seu negócio proporciona algo que os jovens mais buscam: oportunidade. Incorporando um formato como esse, os gestores ajudam no desenvolvimento de futuros profissionais, através de desafios diários e reais. É essencial pensar na renovação do quadro!

Este tipo de projeto explora a liderança, a criatividade, a visão estratégica, o empreendedorismo, a proatividade e a comunicação de futuros líderes da sua marca. É hora de discutir essa possibilidade internamente e apostar nesse processo de evolução.

O crescimento em conjunto é sempre mais fascinante.

A venda precisa ser uma experiência incrível

Não é de hoje que a palavra “experiência” não sai da boca dos gestores, influenciadores e analistas. Porque realmente é essencial! Os consumidores estão tomando um caráter exigente, buscando por serviços/produtos que realmente toquem o coração, proporcionando sensações além da compra em si. E, mesmo parecendo uma estratégia abstrata, a experiência pode estar no ponto de venda, na abordagem com o consumidor, na comunicação do negócio, no pós-venda ou nos diferenciais do produto.

Mas, para chegar lá, você pode seguir 4 regrinhas essenciais que ajudam nesse processo:

* Ouça seu cliente, ouça o cliente de outras marcas, entenda o que eles esperam e faça;

* Foque no seu propósito e seja guiado por ele, com certeza vai achar respostas;

* Desenvolva a experiência com uma equipe interdisciplinar, trazendo pontos de vista diferentes para o projeto;

* Encontre seu nicho e invista em experiências que este público precisa.

É um trabalho de descoberta, com erros e acertos. Mas com a estratégia certa e o time certo, podem sair experiências incríveis do seu negócio!

Identidade visual: sua loja virtual tem?

O e-commerce hoje é sem dúvidas o maior aliado das marcas. Uma alternativa fundamental para quem não quer investir em espaço físico, para quem quer proporcionar opções ao consumidor e, claro, quem quer facilitar a vida do cliente. Mas não basta simplesmente ter uma loja virtual, é preciso pensar na loja virtual.

Pense no site como um “cartão de visita” do seu negócio, vai ser a primeira impressão do potencial cliente e, portanto, ele precisa fazer sentido. O design precisa ser harmônico, possibilitando a fácil compreensão de quem acessa para conseguir visualizar coleções, comprar e entrar em contato sem dores de cabeça. Um e-commerce com design que conversa com o propósito de sua marca e intuitivo na hora de usar, pode trazer excelentes lucros para a empresa.

Analise seu target, seu produto/serviço, seu investimento e comece a desenvolver. Não esqueça: visualmente atrativo e naturalmente funcional.

Carta aberta de apoio a Zero Grau 2020

A Merkator está extremamente grata e contente com a carta de apoio a Zero Grau 2020, elaborada por associações parceiras da região. É com colaboração e empatia que esse evento será um sucesso, aquecendo a economia.

Confira abaixo, na íntegra, a carta.

“Prezado leitor,

As entidades representantes do setor coureiro-calçadista, abaixo identificadas, vem à presença de V. S.a, expositor da Zero Grau 2020 – Feira de Calçados e Acessórios, que ocorrerá entre os dias 16 a 18 de novembro próximos, em Gramado/RS, para confirmar a feira e garantir que a mesma está sendo organizada pela Merkator com muita responsabilidade e respeitando todas as medidas de segurança e os protocolos exigidos pelas autoridades para que possamos ter um evento com total segurança para expositores e lojistas.

A Zero Grau, assim como outros eventos (Mercopar, Festuris e Natal Luz) irá acontecer pois o Governo Estadual, através do seu Gabinete de Crise, observando todos os aspectos técnicos, sanitários e de saúde, entendeu viável e autorizou a realização da mesma através do Decreto Estadual No 55.513, de 28 de setembro de 2020, reafirmado pelo Decreto Estadual 55.540, de 12 de outubro de 2020.

Da mesma forma ocorreu com nossas empresas, as quais somente puderam retomar suas atividades, após autorização dos órgãos competentes e respeitando os protocolos estabelecidos. E temos certeza que todas as indústrias quando retornaram às atividades priorizaram a saúde de sua equipe.

E é assim que a Zero Grau 2020, está sendo pensada e organizada, para que seja um importante momento para a retomada do nosso setor, sem se descuidar em nenhum aspecto da segurança e da saúde dos participantes. De maneira alguma, nossas entidades aceitariam outra atitude.

Respeitamos a decisão das empresas, que por questões relacionadas às dificuldades enfrentadas neste ano de pandemia, não poderão estar presentes na feira. Mas decisão por questões sanitárias não se justificam, visto que a feira foi liberada e todos os cuidados estão sendo observados.

Agradecemos antecipadamente a todas as arrojadas empresas que confirmaram presença, prestigiando nossa Feira que por tantos anos defende nosso setor, nossos negócios, buscando a consolidação de uma feira leal aos seus expositores desde seu nascedouro. A moda, as vendas, e a qualidade de nossos produtos terão um enorme destaque ao lado do rigor sanitário ditado pelo rigoroso e soberano conselho científico do Governo do Estado do RS com todos os cuidados protocolares de controle.

A realização da feira é imprescindível para o setor, será um evento diferente do que estamos acostumados, mas mantendo o objetivo principal de apresentar os lançamentos aos nossos clientes, que também aguardam ansiosos por este momento. Comprovamos isso com os números registrados até agora: 587 lojistas na hospedagem e 350 no aéreo, totalizando 937 lojistas confirmados. Resultado obtido em apenas duas semanas de trabalho após a liberação do evento no dia 01/10. Com os importadores, iniciamos os contatos no dia 09/10 e já temos 10 confirmados. Além é claro de todos aqueles que participam de forma independente, sem nenhum benefício do evento e que somente poderemos mensurar durante a feira.

Contamos com vossa participação e empenho para termos uma excelente feira, que dará início a um novo ciclo da indústria calçadista brasileira.

Combater a pandemia, sem matar a economia! 

Assinam: Sindicato da Indústria de Calçados de Três Coroas, Sapiranga, Igrejinha, Novo Hamburgo, Campo Bom, Farroupilha, Dois Irmãos, Estância Velha, Sindicalf, SICERGS, Abicalçados, ACI de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha e FIERGS.”

Pesquisa de mercado: a chave para descobrir oportunidades

Ter uma grande ideia é ótimo. Mas será que ela não é grande apenas para você? Hoje em dia existem diversas metodologias que ajudam a reduzir os riscos na hora de abrir um negócio. Porque para criar sua marca, você precisa compreender o seu público e as oportunidades, ter um guia para iluminar as tomadas de decisão e, claro, se essa ideia é funcional. Para tirar tudo isso a limpo, a pesquisa de mercado é essencial.

Através desse estudo, você percebe a realidade do mercado fornecida por coleta de informações que auxiliam a longo prazo sua empresa. Ou seja, é um levantamento de dados que incluem características comportamentais, hábitos de consumo, assim como a visualização de benchmarking, trazendo os diferenciais que os concorrentes têm. Essa análise do setor é fundamental para você compreender onde está pisando.

Para inovar entenda o que precisa ser inovado. Para desafiar-se entenda o status quo. É a estratégia a propulsão para voar.

Lista de contato = venda mais direta

Tenha isso em mente: a lista de contato é só sua. Assim, você não depende de redes sociais ou anúncios, é um canal direto com seu potencial cliente. E essa é a melhor forma de aproximação, atraindo-o para uma compra. Quando se tem uma lista, e-mail e telefone, há 5x mais chances de o consumidor receber sua mensagem, se interessar e investir.

Estes leads são essenciais para você também segmentar o público, definindo o melhor produto que efetivará uma venda. Por isso, peça sempre os dados completos como nome, profissão, onde mora, alguma informação familiar e, claro, o contato.

Os dados coletados com certeza são uma munição incrível para o negócio. Além de ofertar seus produtos, serve também para manter um relacionamento próximo, enviando conteúdos relevantes, em especial nessa época em que se fala tanto de bem-estar e saúde. Comece a coletar contatos e crie um canal direto com seu público.