Invista no bem-estar corporativo.

O bem-estar do funcionário impacta diretamente nos resultados da empresa. Um clima organizacional bem estruturado, que ofereça oportunidades de crescimento e um olhar cuidadoso para a qualidade de vida proporciona pessoas mais produtivas e mais felizes no trabalho.

Investir em programas de saúde mental, oferecendo ações práticas de bem-estar criam um ambiente mais saudável. Aposte também em pesquisas de satisfação e sugestões: abrir diálogo e demonstrar transparência traz mais segurança aos colaboradores para participarem dos processos. Um ambiente onde o funcionário se sente valorizado contribui para o desenvolvimento profissional e para o crescimento da empresa.

Você sabe como conduzir um feedback?

O feedback é uma das práticas mais utilizadas para comunicar resultados dentro das empresas. O retorno aos colaboradores é fundamental para o acompanhamento do trabalho e pode alavancar os resultados de uma equipe. No entanto, é preciso ser conduzido de maneira correta e respeitosa. A #Merkator indica 3 sugestões de como ele pode ser executado.

1. Prepare o ambiente
Para que você possa ter uma conversa tranquila e sem interrupções com o colaborador, organize um ambiente acolhedor para realizar o retorno.

2: Seja objetivo
Sem frieza, mas de modo prático, exponha os pontos positivos e a melhorar com clareza.

3: Fique atento à abordagem
Ao apontar algum ponto de melhoria, é importante também valorizar e ressaltar os pontos positivos de ações e atitudes.

O que achou dessas dicas? Conte aqui nos comentários!

Inspire-se em 3 personalidades femininas que exercem posições de liderança.

A representatividade feminina em cargos de liderança no mundo nunca foi tão alta, mas ainda temos que avançar. Segundo os últimos dados de pesquisa do IBGE, aqui no Brasil, apenas 37,4% dos cargos gerenciais são ocupados por mulheres. A #Merkator separou 3 personalidades femininas que exercem posições de liderança para incentivar novos talentos e inspirar empresas a apostar na diversidade. Vamos lá?

1. Luiza Trajano
A presidente do conselho de administração do Magazine Luiza e do Grupo Mulheres do Brasil é uma das maiores referências empresariais e do setor varejista no Brasil.

2. Paula Paschoal
A CEO do PayPal Brasil é conhecida por ser uma das líderes mais ativas pela inclusão feminina no mercado.

3. Ana Karina Bortoni Dias
A CEO do BMG é a primeira executiva de um banco no país.

Tem mais alguma liderança empreendedora que você considera uma inspiração? Conta aqui pra gente, vamos trocar experiências!

Você já ouviu falar no empreendedorismo corporativo?

O empreendedorismo corporativo é o processo de empreender dentro da empresa na qual trabalha, gerando inovação, propondo melhorias nos processos, sugerindo soluções para maximizar os resultados.

Esse tipo de atuação é comum em profissionais que têm espírito criativo e inovador, com visão sistêmica, facilidade de comunicação e bom relacionamento interpessoal.

Você já identificou alguma liderança empreendedora na sua organização? Conta aqui pra gente, vamos trocar experiências!

Aposte no team building para fortalecer a sua equipe.

Time cansado, desmotivado ou com muitos conflitos: esse cenário atrapalha o desempenho das equipes nas empresas. Quando esses sinais aparecem, é a hora do team building entrar em ação. A técnica é utilizada para fortalecer as relações entre as pessoas do mesmo grupo ou equipe.

A ideia é aplicar uma série de dinâmicas como jogos ou atividades esportivas que ajudem a aprofundar as relações, criando um espírito colaborativo entre os colegas. Essa prática aproxima, motiva e engaja o time, resgatando o sentido de coletividade, melhorando a comunicação interpessoal e o entrosamento.

O que você achou do team building? Conta aqui pra gente!

Impulsione as mulheres ao seu redor.

Apoiar o empreendedorismo feminino é a melhor forma de impulsionar os negócios geridos por mulheres. Com esse incentivo, elas conquistam espaço na sociedade como profissionais independentes e protagonistas. Muitas famílias dependem delas e as oportunidades geradas em suas empresas empregam outras mulheres, fortalecendo uma rede de cooperação.

Valorize o trabalho de mulheres que você admira, compre dos negócios locais capitaneados por mulheres. Recomende trabalhos realizados por empreendedoras, uma indicação direta carrega sempre mais credibilidade. Compartilhe nas redes sociais os perfis de empresas lideradas por mulheres. São pequenos gestos, mas são ações afirmativas como essas que acabam transformando a nossa sociedade.

Invista no processo de onboarding

O onboarding, processo de integração de um novo colaborador à equipe, cultura e organização da empresa, é uma tarefa muito importante. Construir essa prática envolve algumas etapas como orientação, supervisão, treinamento e acompanhamento.

Receber bem o novo funcionário, incluí-lo nas rotinas e prestar todo o suporte para engajá-lo na nova experiência contribui para um bom clima organizacional e reduz a rotatividade de pessoal.

E você, investe no processo de onboarding? Conta aqui pra gente como funciona a integração de novos funcionários na sua empresa!

Você já ouvir falar em job rotation?

Você já ouviu falar em job rotation? É uma estratégia adotada por organizações que desejam potencializar o aprendizado e o aproveitamento máximo de seus funcionários. Funciona assim: o colaborador é alocado em diversas áreas para que ele se torne um profissional com mentalidade ampla sobre o funcionamento da empresa. A ideia é que ele esteja preparado para assumir qualquer posição dentro da companhia, com mais maturidade profissional para encarar as novas demandas de consumidores exigentes, sem mencionar o fato de que essa é uma das melhores maneiras de trabalhar o espírito de liderança.

Outra vantagem dessa técnica é que estimula o espírito de liderança e torna o ambiente de trabalho mais dinâmico e desafiador, retendo os melhores talentos do mercado.

Para implementar o job rotation em sua empresa você vai precisar acionar o departamento de Recursos Humanos para elaborar um levantamento das competências dos colaboradores, além de uma avaliação de cada setor onde serão realizadas as dinâmicas e, por fim, destacar mentores que irão acompanhar o projeto. Com a metodologia em prática, você expande os conhecimentos do seu time e melhora os resultados do seu negócio.

Você já ouviu falar em felicidade corporativa?

Você já ouviu falar em felicidade corporativa? Com a pandemia esse tema ganhou força e nada mais é do que nutrir um ambiente de trabalho leve, que permita aos funcionários exercer suas melhores habilidades, sentindo que sua contribuição é importante para o atingimento de metas da empresa.

Aumento dos salários, promoções de cargos, bônus ou benefícios são importantes para a valorização do time, mas ter um espaço de fala, com programas de bem-estar e saúde mental são fundamentais para promover a felicidade corporativa.

É preciso que o colaborador se sinta pertencente ao grupo. A ideia é que a felicidade não venha apenas do que se recebe, mas também de como se sente. Está ligada ao sentimento de valorização e trabalho significativo. Investir em atividades de bem-estar apoiam o desenvolvimento da equipe.

Mais diversidade, mais inclusão

Diversidade e inclusão tornaram-se pautas essenciais e são temas demandados pela nova geração de consumidores. Investir em estratégias de marketing inclusivo, sem fugir do propósito da empresa, transmite uma imagem de empatia, progresso e contemporaneidade.

Em tempos de fácil acesso às informações, precisamos ter em mente que as pessoas estão cada vez mais conectadas e engajadas em dividir suas experiências de consumo. Por isso, avaliam melhor as suas escolhas e, por consequência, estimulam as empresas para a inovação e transformação social. Apostar em ações que desconstruam estereótipos ao apresentar corpos reais e fora do padrão midiático demonstra comprometimento e agrega admiradores para a sua marca.