Quem faz brainstorm sabe solucionar problemas

No cotidiano afobado e com pouco tempo, nem sempre é possível parar para trocar ideias, sendo que é justamente disso que as marcas precisam. E a criatividade é um fator essencial para realizar a gestão no negócio, afinal, é necessário respirar novas ações e insights.

Para aprimorar o relacionamento interno em busca da inovação e solucionar os problemas, o brainstorm é uma ferramenta criativa que promove a união da equipe, o desenvolvimento de novas ideias e o despertar crítico. Afinal, está todo mundo contribuindo com sugestões, dos mais variados tipos, para resolver criativamente questões da empresa ou clientes. Tente na sua empresa: junte a equipe e comece a anotar as ideias que sair. Não tem certo ou errado, apenas pontos de vista. E depois vão escolhendo as melhores para traçar o planejamento.

Essa prática, quando se torna um hábito, traz resultados incríveis porque provoca o time, colocando todo mundo na mesma página e no centro das discussões.

Datas comemorativas: mais do que vender, experienciar

Sem dúvida, o varejo sempre se beneficia com datas comemorativas como o Natal, páscoa, entre outras. No entanto, muito mais do que cards nas redes sociais ou simples ofertas, é bacana criar experiências para cada data. Ir além dos 10, 30 ou 50% de desconto que podem ser dados aos consumidores.

Desenvolva ações de engajamento interessantes nas redes sociais, faça uma dinâmica híbrida entre digital e loja física, crie vitrines interativas ou que proporcionem uma experiência imersiva, repense a disposição dos produtos na loja e o atendimento dos vendedores, ou seja, crie uma estratégia envolvente que não foque apenas na venda momentânea, mas que permaneça na mente do seu cliente. Ele vai lembrar disso e retornar ao seu estabelecimento.

É preciso existir um laço de afeto entre consumidor – marca, e sempre deve ser reforçado.

Inovar é essencial. E os riscos fazem parte

A inovação é um elemento fundamental para qualquer negócio. Porque é esse aspecto que renova, mantém a marca ativa e competitiva no mercado. Só que gerar esse movimento traz riscos e eles são uma causa natural dessas ações inovadoras. Portanto, essas estratégias requerem uma excelente gestão empreendedora para contornar crises e deixar a empresa respirando.

O risco é o gás que motiva. Afinal, as fórmulas hoje em dia possuem data de validade e o público busca mudanças, propósitos e atividade. Quanto mais conceito e porquês seu negócio tiver, mais envolvente ele se torna aos olhos do consumidor. Então nunca esqueça: inovar é essencial e os riscos fazem parte. Abrace ambos e trace novos planejamentos.

E o seu ponto de venda, encanta o cliente?

Isto pode passar despercebido muitas vezes, mas pensar e repensar o PDV (ponto de venda) é essencial. Inovar, criar novas experiências e o principal: saber se o cliente está se sentindo bem no seu espaço. Muitas vezes um cliente vem e não volta por não se sentir acolhido ou mesmo não curtir a proposta do ambiente, isto é normal. Mas quando um consumidor antigo vai embora, é o momento de alerta.

Ficar anos fazendo da mesma maneira, com o mesmo espaço ou apenas replicando os outros pode fazer com que os clientes não se identifiquem mais. Por isso, trazer novidades e estar sempre conectado às novas tendências fará você renovar-se mais vezes e manter-se fresh. É importante olhar internamente, mas sem o externo você pode se perder.

A sua loja é a cara do seu negócio. Quanto mais ele tiver características interessantes, com decoração bacana e uma proposta envolvente, mais popular ele será e, consequentemente, vai fidelizar mais clientes. Já está com novos olhares sobre o seu lugar? Um parceiro para pensar junto funciona bastante!

Collab: uma alternativa para trabalhar em conjunto

O termo é bem millennial porque representa inovação. As collabs são uma ferramenta para trabalhar em conjunto e contornar a crise. Ao realizar uma colaboração com alguma marca ou mesmo outra empresa, você está trocando público, engajamento, visibilidade e o mais importante, ideias.

Essa é uma forte tendência que facilmente pode ser adotada por todo tipo de negócio com diversas finalidades. Basta traçar uma estratégia positiva para as partes e planejar o projeto. Algumas parcerias que deram certo:
* Supreme e Louis Vuitton no desfile de outono/inverno de 2018 da linha masculina da LV;

* Mc Donald’s e Kopenhagen na edição de Mc Flurry com a “língua de gato” da Kopenhagen;
* Uber e Spotify oferecendo aos clientes escolherem a trilha sonora da viagem dentro do aplicativo da Uber;
* Samsung e Microsoft para criar e desenvolver novas soluções, atingindo um novo público.

Que tal chamar aquela marca que você acha interessante e propor uma parceria? Pode dar muito certo com o planejamento correto.

4 dicas estratégicas para enfrentar a crise

A situação está posta à mesa, e é um cenário global. Primeiro respira. Agora, comece a planejar e encontrar soluções estratégias para enfrentar a crise. É necessário ter os pés no chão, ouvir as recomendações e ter cautela nas decisões. Aliando isso às dicas, certamente o caminho estará mais claro e saudável.

* Preserve o capital de giro: você deve preservar ao máximo seu caixa, renegociando dívidas, contendo despesas e evitando gastos que não sejam necessários neste momento. Economizar, por enquanto, é mais fácil que ganhar!

* Criatividade: é essencial achar soluções criativas agora para manter o fôlego. Monte uma equipe de confiança e por videoconferência, comecem a ter ideias para renovar a forma de fazer negócio. A criatividade vai salvar sua empresa!

* On-line: esse universo é muito eficaz e agora você deve tirar o máximo. Crie ações para fixar sua marca na lembrança do cliente via redes sociais, as ferramentas existem e você precisa aproveitá-las.

* Qualifique os colaboradores: mantenha-os fazendo cursos on-line, existem muitos gratuitos, e tire esta época para o conhecimento. Com certeza futuramente vai agregar muito nos negócios, além de manter sua mente ativa e saudável.

Sente, organize sua estratégia e respire! Novas oportunidades surgirão.